Carlos Reis foi homenageado em sessão solene na Sociedade Nacional de Belas-Artes em fevereiro de 1933, por ocasião da sua jubilação. A propósito dessa homenagem o seu amigo Fidelino de Figueiredo escreveu o seguinte, referindo-se à obra «Garrafão vazio»:
«Uma tarde, à hora jovial do passeio sob as arcadas do claustro, certo frade bem-humorado, talvez um bernardo de Alcobaça, pôs a concurso o tema seguinte: “Qual a passagem mais triste da Bíblia?”

 
Marcar o ritmo do verão
Em pleno verão, com as escolas de música e as bandas do concelho a caminhar para as férias, apresentamos este metrónomo, que decerto ditou o ritmo de muitas melodias.
O metrónomo é um aparelho que indica um andamento musical, através de impulsos sonoros, emitidos por um pêndulo oscilante. Usado no estudo e na interpretação musical, indica a cadência e o compasso a seguir pelo músico. Este exemplar de metrónomo mecânico, da Maëzel, é de fabrico alemão e comercialização francesa, do início do século XX.
Integra o acervo do Museu Municipal Carlos Reis com o número de inventário 3805.

 
O Orfeão Torrejano, do padre Maya dos Santos, surgia em Torres Novas em 1923/24 sob orientação daquele que viria a ser conhecido localmente pelas suas crónicas no Almonda – plenas de ironia e crítica social e política –, mas também enquanto músico. A primeira fase da existência deste agrupamento musical duraria até 1931, para renascer em 1946, com a enorme força e pujança das suas mais de 100 vozes masculinas. O fim do grupo chegaria uns anos depois, por doença do fundador, em 1955.

 
Até ao final de julho, continuam os trabalhos arqueológicos na Villa Cardilio. Esta campanha insere-se no protocolo de investigação estabelecido entre o Município de Torres Novas e a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, através da UNIARQ. Participam nesta fase do projeto estudantes da FLUL e voluntários locais, sob a coordenação científica do arqueólogo Victor Filipe.
(Campanha Villa Cardilio 2022/semana 3)

 
Em 1885, começou a funcionar, no Palácio do Conde de Torres Novas, a Escola de Desenho Industrial Vitorino Damásio. O currículo educativo assentava nas seguintes ofertas:
Ensino elementar
- Preparatório: desenho à vista e contorno dos objectos;
- Complementar: desenho linear à vista, ornatos, figuras geométricas (sombreados e cores).

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural