O Anteplano de Urbanização da Vila de Torres Novas constitui o primeiro momento de planeamento urbano e regulamentar elaborado neste concelho. A sua planta de zonamento apresenta-nos a organização do espaço urbano preconizada, na segunda metade dos anos 40 do século XX, para a então vila de Torres Novas.
Em 5 de setembro de 1944, o Decreto-lei n.º 33 921 vem obrigar as câmaras municipais a promover o levantamento de plantas topográficas e a elaborar planos gerais de urbanização e expansão. Estavam assim obrigadas as câmaras a promover objetos de planeamento urbano para localidades com mais de 2500 habitantes, que apresentassem um aumento populacional apreciável, entre dois recenseamentos oficiais consecutivos.
A Câmara Municipal de Torres Novas deliberou, em janeiro de 1945, com o acordo do subsecretário de Estado das Obras Públicas, que o Plano de Urbanização da Vila de Torres Novas ficaria a cargo do arquiteto António José de Brito e Cunha, que o veio a entregar em maio de 1950.
Legenda da imagem:
Extrato da planta de zonamento do Plano Geral de Urbanização da Vila de Torres Novas.
A. J. de Brito e Cunha, arquiteto e urbanista. 1951.
Coleção Museu Municipal Torres Novas, nº inv. 3638

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural