O Museu Municipal Carlos Reis vai publicar nos próximos dias, no âmbito das comemorações do 25 de Abril, pequenas biografias sobre os presos políticos torrejanos durante a ditadura do Estado Novo. Esta é a nossa homenagem aos Torrejanos da Liberdade.

As primeiras prisões da Ditadura em Torres Novas
Em fevereiro de 1927, no Porto, rebenta a primeira revolta reviralhista contra a Ditadura Militar. Lisboa subleva-se dias depois. A revolta gora e as prisões sucedem. Em Torres Novas, logo em março, Joaquim Vicente Pedroso, José dos Santos Ferreira, José Simões, José Macedo e Faustino Bretes, então anarquistas, são presos, segundo a acusação, por ligação aos manejos revolucionários através da constituição de um “comité de propaganda bolchevista”, entre os dias 2 e 12 de fevereiro de 1927, em representação do qual Faustino Bretes fora ao Entroncamento incentivar alguns soldados à revolta. Segundo as informações do processo, José dos Santos Ferreira, Joaquim Vicente Pedrosa e Faustino Bretes tinham passado pelas hostes comunistas na década de 1920, mas, anos depois, aproximaram-se novamente às organizações anarquistas. A mesma testemunha refere ainda que José Simões havia sido expulso do PCP por ter consentido que sua filha fosse à comunhão.

FONTE: AMTN, correspondência da Administração do Concelho, liv. 1560, fls. 379; LOPES, João Carlos (org.), Canções da Liberdade. Exposição Comemorativa do 20º Aniversário do 25 de Abril, Torres Novas, Câmara Municipal de Torres Novas, 1994.

#25deabrilsempre #revoluçãodoscravos #TorrejanxsdaLiberdade

 

 

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural