Clube Torrejano fez 160 anos

No dia 2 de fevereiro de 1862 era fundado em Torres Novas o Clube Torrejano. Como relata António Mário Lopes dos Santos, foi em casa do Padre António Luís Ventura que foram eleitos os seus primeiros diretores: Romão Luís de Mascarenhas Pimenta, José Eutíquio de Almada Correia Pimenta, Francisco Xavier Cardoso de Almeida, João Paulo da Silva Júnior e Miguel António Dias. Presidira a esta reunião Francisco Pinto de Morais Freire Abreu e Castro, secretariado pelo vice-presidente Padre António Luís Ventura, pelo primeiro secretário José Maria Queirós e segundo secretário Emílio Calaz.

Esta associação foi fundada pelas “classes mais elevadas” da vila, incluindo médicos, advogados, funcionários judiciais e autárquicos, farmacêuticos, cirurgiões, advogados e até eclesiásticos. Alguns dos seus fundadores haviam estado também envolvidos na fundação da Sociedade União Dramática, fundada em 1841 e extinta em 1853, havendo igualmente, na sua lista de fundadores, alguns dos nomes que uns meses mais tarde aparecerão ligados à fundação do Montepio de Nossa Senhora da Nazaré como é o caso do médico João Rodrigues dos Reis e do farmacêutico Cândido Marcelino Borges.

A segunda metade do século XIX é a época de ouro do associativismo cultural. É nessa altura que nascem a maioria das filarmónicas e outras associações que prosseguem objetivos de natureza cultural, de lazer e de instrução, mas também (caso do Montepio) de proteção social das classes trabalhadoras.

O Clube Torrejano teve uma atividade muito intensa nos seus primeiros anos, havendo bailes mensais, por vezes acompanhados pela música da Filarmónica Torrejana. Na primeira metade do século XX, muitos dos seus frequentadores eram oficiais da Escola Prática de Cavalaria. Este foi um dos períodos áureos do clube, lugar de convívio da burguesia local. Com a saída dos militares de Torres Novas (1955), o Clube Torrejano viveria um certo declínio até que, nos tempos atuais, divide com muitas outras associações culturais e com as instituições públicas a promoção das iniciativas de cultura e de lazer que há 160 anos atrás estiveram na base da sua fundação.

Lopes, João Carlos, «Os 150 anos do Club Torrejano e do Montepio de Nossa Senhora da Nazaré: breve notícia histórica», Nova Augusta, n.º 24. Torres Novas: Município de Torres Novas, 2012, pp. 139-148

Santos, António Mário Lopes dos, Anais do Município de Torres Novas (1850-1910). Torres Novas: Município de Torres Novas, 2017, p. 104

Legenda da fotografia: O Clube Torrejano ocupa o primeiro andar do edifício, sito na praça 5 de Outubro (arquivo GEPE)

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural