O Anteplano de Urbanização da Vila de Torres Novas constitui o primeiro momento de planeamento urbano e regulamentar elaborado neste concelho. A sua planta de zonamento apresenta-nos a organização do espaço urbano preconizada, na segunda metade dos anos 40 do século XX, para a então vila de Torres Novas.
Em 5 de setembro de 1944, o Decreto-lei n.º 33 921 vem obrigar as câmaras municipais a promover o levantamento de plantas topográficas e a elaborar planos gerais de urbanização e expansão. Estavam assim obrigadas as câmaras a promover objetos de planeamento urbano para localidades com mais de 2500 habitantes, que apresentassem um aumento populacional apreciável, entre dois recenseamentos oficiais consecutivos.

 
No dia 2 de julho celebrou-se o Dia da Polícia de Segurança Pública. Lembramos que é em Torres Novas que todos os anos se formam centenas de agentes, chefes e subchefes. Vindos de todas regiões do país, incluindo as regiões autónomas, e independentemente das terras para onde depois decidam ir residir e trabalhar, Torres Novas ficará certamente na memória de muitos.

 
Museu na Aldeia* premiado nos European Heritage Awards / Europa Nostra Awards
Estas são as fotos da última tarde que passámos na Pena, numa sessão decorrida entre objetos do museu e instrumentos musicais improvisados, que aconteceu no dia 22 de junho. Se à partida parecia não haver nada em comum entre estas realidades, o projeto Museu na Aldeia veio criar as pontes necessárias, a partir do conhecimento, das sensações e dos afetos suscitados por elementos patrimoniais (imateriais e materiais). O museu entrou assim na aldeia, como um vizinho lá da rua, sem formalidades, e sentou-se à mesa, uma vez mais, para mais uma roda de conversas.

 
Três meses depois encerramos a exposição "José Vassalo. Um mausoléu singular", agradecendo a todas as pessoas que, de alguma forma, participaram no projeto, muito em especial a todas aquelas que passaram pela antiga Praça do Peixe de Torres Novas para apreciar as obras de José Vassalo. Foram mais de 800 as pessoas que visitaram a exposição desde o dia 26 de março e que se deixaram, de algum modo, tocar pela irreverência deste artista torrejano, que até então permanecia ainda tão desconhecido.
Um agradecimento especial às curadoras da exposição (Raquel Henriques da Silva e Margarida Elias) e à família de José Vassalo, na pessoa de André Vieira Fonseca, cujo apoio foi imprescindível para a boa concretização desta aventura.

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural