Depois destes dias de encerramento pelas festividades natalícias, e tentando minimizar os impactos da pandemia, já reabrimos com o entusiasmo do costume. Na próximas duas semanas estaremos abertos de segunda a sexta-feira das 10:00 às 16:00, garantindo que se precisarem de nós e do nosso museu* para estudar, trabalhar ou para espairecer em família, aqui estamos com toda a segurança (e cumprindo todas as normas sanitárias em vigor) para vos receber.

Sigamos juntos rumo a 2022!
Até amanhã.

*museu, gruta de Lapas e Villa Cardilio; o castelo estará aberto todos os dias, exceto dia 31.

Já chegou ao Centro de Documentação do nosso museu o catálogo da exposição "Azul e ouro: Esmaltes em Portugal da Época Medieval à Época Moderna”, que decorreu no Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR), no Porto, entre 29 de julho e 31 de outubro de 2021.
Esta exposição, comissariada por Ana Paula Machado, revelava peças produzidas entre os séculos XII e XIX - vários "tesouros nacionais” de coleções portuguesas (como, por exemplo, o tríptico da Paixão de Cristo do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo) e internacionais.

Carlos Reis teve quatro filhos. Elisa Reis era a filha mais velha, nascida em 1898.

Embora casada, não teve filhos. Sabe-se que, como todos os irmãos, possuía um talento artístico: tocava piano.

Foi modelo para várias das obras de Carlos Reis, entre elas «Vista da varanda – Lagares d’El Rei – minha filha Elisa». Esta pintura data de 1909 e Carlos Reis dedica-a «à querida Elisa» em 21 de fevereiro de 1920.

O artigo «Villa Cardílio (Torres Novas); resgatando o passado, construindo o futuro», sobre o projeto de investigação UNIARQ-Município de Torres Novas que está a decorrer na Villa Cardilio, foi publicado na revista Al'Madan, n.º 24, que foi lançada no dia 9 de dezembro no Museu Nacional de Arqueologia.

Esta revista é editada pelo Centro de Arqueologia de Almada (CAA), desde 1982, sendo o n.º 24 viabilizado pelos protocolos plurianuais celebrados com a Associação dos Arqueólogos Portugueses e as empresas Arqueohoje e Neoépica, a que se juntaram os apoios pontuais da Câmara Municipal de Almada e da Câmara Municipal de Oeiras.
A revista já está à venda (10 euros), podendo ser adquirida por encomenda diretamente junto do Centro de Arqueologia de Almada, que oferece os portes de correio para todo o território nacional.

Na passada semana, pelo nosso museu passaram visitantes da Turquia, da Roménia, da Polónia e do Reino Unido que estarão em Torres Novas, nos próximos dias, no âmbito do projeto europeu "We are at work too", do qual o município de Torres Novas também é parceiro.

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
15
16
17
18
19

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural