O Anteplano de Urbanização da Vila de Torres Novas constitui o primeiro momento de planeamento urbano e regulamentar elaborado neste concelho. A sua planta de zonamento apresenta-nos a organização do espaço urbano preconizada, na segunda metade dos anos 40 do século XX, para a então vila de Torres Novas.
Em 5 de setembro de 1944, o Decreto-lei n.º 33 921 vem obrigar as câmaras municipais a promover o levantamento de plantas topográficas e a elaborar planos gerais de urbanização e expansão. Estavam assim obrigadas as câmaras a promover objetos de planeamento urbano para localidades com mais de 2500 habitantes, que apresentassem um aumento populacional apreciável, entre dois recenseamentos oficiais consecutivos.

 
No dia 2 de julho celebrou-se o Dia da Polícia de Segurança Pública. Lembramos que é em Torres Novas que todos os anos se formam centenas de agentes, chefes e subchefes. Vindos de todas regiões do país, incluindo as regiões autónomas, e independentemente das terras para onde depois decidam ir residir e trabalhar, Torres Novas ficará certamente na memória de muitos.

 
Museu na Aldeia* premiado nos European Heritage Awards / Europa Nostra Awards
Estas são as fotos da última tarde que passámos na Pena, numa sessão decorrida entre objetos do museu e instrumentos musicais improvisados, que aconteceu no dia 22 de junho. Se à partida parecia não haver nada em comum entre estas realidades, o projeto Museu na Aldeia veio criar as pontes necessárias, a partir do conhecimento, das sensações e dos afetos suscitados por elementos patrimoniais (imateriais e materiais). O museu entrou assim na aldeia, como um vizinho lá da rua, sem formalidades, e sentou-se à mesa, uma vez mais, para mais uma roda de conversas.

 
Três meses depois encerramos a exposição "José Vassalo. Um mausoléu singular", agradecendo a todas as pessoas que, de alguma forma, participaram no projeto, muito em especial a todas aquelas que passaram pela antiga Praça do Peixe de Torres Novas para apreciar as obras de José Vassalo. Foram mais de 800 as pessoas que visitaram a exposição desde o dia 26 de março e que se deixaram, de algum modo, tocar pela irreverência deste artista torrejano, que até então permanecia ainda tão desconhecido.
Um agradecimento especial às curadoras da exposição (Raquel Henriques da Silva e Margarida Elias) e à família de José Vassalo, na pessoa de André Vieira Fonseca, cujo apoio foi imprescindível para a boa concretização desta aventura.

Calendário

Eventos

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural