É no piso superior do Museu que se encontra instalado o núcleo dedicado à arqueologia, cujas primeiras intervenções remontam, em Torres Novas, ao princípio do século.

Os materiais revelam a enorme riqueza arqueológica do concelho, e abarcam um vasto período que se inicia no Paleolítico e vai até à romanização.

Núcleo expositivo dirigido à história de Torres Novas e seu concelho. Através de peças tipologicamente variadas, pretende-se ilustrar o percurso histórico vivido pelas sucessivas gerações que ocuparam o espaço territorial correspondente à área definida pelos limites concelhios que conhecemos hoje.

O percurso inicia-se com peças datadas da Alta Idade Média e termina nos inícios do séc. XX, apresentando os múltiplos aspectos que pontuaram a vivência quotidiana das populações

Dedicado ao pintor naturalista Carlos Reis, nascido em Torres Novas em 1863, o actual núcleo é composto por 30 obras do autor.

As obras expostas são exemplificativas da dupla qualidade de paisagista e retratista de Carlos Reis, revendo-se nelas a predilecção do pintor para retratar aspectos do quotidiano da vida campestre.

O núcleo de arte sacra instalado num dos pisos do Museu Municipal é ilustrativo da riqueza do património artístico do concelho de Torres Novas. Está dividido em três alas distintas (fotografia, estatuária e pintura) que se unem em torno do lema que estrutura este núcleo.

As obras presentes são todas oriundas de casas e templos do concelho de Torres Novas.

O contributo da Santa Casa da Misericórdia de Torres Novas, na cedência de algumas das peças expostas, foi fundamental para a reunião de um espólio artístico indiscutivelmente valioso, e que muito prestigia o Museu e a cidade.

Calendário

Outros sites

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Ano Europeu do Património Cultural