A conclusão da travessia aérea do Atlântico Sul

Há 100 anos, Sacadura Cabral e Gago Coutinho concluíram a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, a partir de Portugal. Em muitas localidades do nosso país, quando a notícia chegou, a população vibrou com a conquista portuguesa. Lançaram-se foguetes, deram-se festas, realizaram-se saraus, entre outros eventos. Em Torres Novas não foi excepção. O jornal "O Almonda", n.º 153, 24 de junho de 1922, noticiou a efeméride assim:

 

João de Andrade Corvo nasceu em 30 de janeiro de 1824 em Torres Novas. Filho de um miguelista convicto, tomou o partido liberal depois de observar as convulsões das lutas entre absolutistas e liberais, chocando-o o sectarismo violento dos absolutistas. Depois da Convenção de Évoramonte, a família Andrade Corvo partiu para Lisboa. Nessa cidade, João de Andrade Corvo frequentou o ensino preparatório, o Colégio Militar, a Escola Politécnica e a Escola Médica de Lisboa, onde estudou matemática, ciências naturais e medicina. Foi coronel de engenharia e lente da Escola Politécnica e do Instituto Agrícola, através da qual fora incumbido pela Academia das Ciências de estudar o mal das vinhas da Madeira.