Museu Municipal Carlos Reis - Torres Novas

Acessórios de traje
Acondicionamento em reserva

Home > Notícias > Maio - Mês dos Museus trouxe duas novas obras ao MMCR

Maio - Mês dos Museus trouxe duas novas obras ao MMCR

19-05-2011

Maio - Mês dos Museus trouxe duas novas obras ao MMCR

«Figura feminina» (um estudo para a obra «Lembras-te») e um estudo para uma pintura na Assembleia Nacional, de Carlos Reis, são as novidades do acervo do Museu, apresentadas ontem, 18 de Maio, Dia Internacional dos Museus

«Figura feminina» é uma obra de 1932, em carvão sobre papel, com 60 cm por 48cm, adquirida pelo Município de Torres Novas no final de 2010. O estudo para um trabalho de pintura na Assembleia Nacional é um óleo sobre tela, de 1935, pertencente a uma colecção particular, que está no Museu em depósito.

Nesta cerimónia de apresentação dos quadros foi feita uma análise sobre a vida e obra de Carlos Reis, pintor nascido em Torres Novas em 1863 e que dá o nome ao museu, fazendo-se referência a diversas curiosidades sobre o mestre. Carlos Reis saiu de Torres Novas com 14 anos para estudar na área comercial e trabalhar numa tabacaria no Rossio. Ingressa na Escola Nacional de Belas Artes aos 16 anos, na disciplina de desenho. O seu pai, médico torrejano, faleceu quando Carlos Reis tinha apenas 18 anos, o que o levou a interromper os estudos e a dedicar-se ao trabalho. Mais tarde, com uma bolsa concedida pelo príncipe D. Carlos, vai para Paris durante 6 anos. Quando regressa a Portugal, torna-se sucessor de Silva Porto como professor na Escola Nacional de Belas Artes, onde permanece até aos 70 anos.

Esta iniciativa serviu também para apresentar o novo portal do Museu Municipal Carlos Reis, uma página «amigável», de fácil navegabilidade, que contém informação útil sobre actividades, colecções ou exposições do museu. Este portal encontra-se em fase de testes, estando prevista a sua disponibilização dentro de alguns dias.

Já a Noite dos Museus tinha sido igualmente memorável, com cerca de cem visitantes no sábado, dia 14. O programa contou, a partir das 21h00, com uma visita à exposição temporária «Arte e Culto em Torres Novas – sécs. XIV, XV e XVI» e seguiu pela noite dentro com um recital do Coro Juvenil do Choral Phydellius e seus instrumentistas. Sob a direcção de João Branco e coordenação de Vítor Ferreira, o coro juvenil e instrumentistas/solistas, em guitarra clássica, canto, flauta transversal, piano e violino interpretaram «Aria», de Eugène Bozza, «Danza Característica», de Leo Brouwer, «Sevillanas Del Siglo XVIII», de  García Lorca,  «Tom Waits», de António Pinho Vargas e  «The Point of No Return», de A. Lloyd Weber.

Agenda

Destaque

Destaque do Mês

Mário Cesariny, Um Desmesurado Desejo de Amizade

Mário Cesariny, Um Desmesurado Desejo de Amizade

Exposição na celebração do 10º aniversário da morte de Mário Cesariny - 8 de Abril a 11 de Junho
ler mais

Notícia

Peça do mês

01-01-2017

Peça do mês


ler mais

Newsletter

Arquivo de newsletters